Poesias - Notícias - Politicagem - Comportamento - Cultura - Sexualidade - Assuntos Sérios - Bobagens Necessárias - e Tudo Mais Que Eu ou Vocês Queiramos Falar - Tudo isso abordado com discontração e irreverência, às vezes de modo requintado e às vezes com linguagem totalmente escrachada. Participem das discussões, proponham assuntos pra novos posts, e não façam cerimônia, porque aqui a gente fala Do Que Quiser Falar .

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Paraguaçando. Paragua-sendo. Paragua-sinto.


A cidade dorme. O rio que afaga a ponte, reflete a lua... tão bela. Enamorada, senta - se na janela. A estranheza da noite, é a doce beleza de uma Quimera.

Por Alane Reis

7 comentários:

Matheus disse...

Lindo!

http://souferrofundido.blogspot.com/ disse...

Gosteeeeeeeei.
Nane poeta...Faça mais isso. Bjo!

http://doquequiserfalar.blogspot.com/ disse...

Rs... Obrigada

Sócrates Júnior (koka) disse...

hum, muito bom esse tino que dá na gnt pela emoçao que essas belas imagens dessa rio que corta duas cidades... é profundo e insano...

Mah Souza disse...

Ô, que graça! Amei Nane :D
Bjos

http://souferrofundido.blogspot.com/ disse...

Nane...demoroooooooou!
Posta alguma coisa,"ne me quitte pas..."rsrs.
("je ne vais plus parler", é que estou traduzindo umas músicas, Nane!Preciso aprender francês antes de morrer, sabia?Óh, a "lôca"!!!)
Tô com saudade de você, aparece pelo menos no seu blog, né? Beijo!

Moreira disse...

perfeitooo !!! Muito belo !!